06 abril 2017

Cidades europeias no Brasil

Dicas de Viagem | Sabrina Bull

Um pulo na Europa: Conheça cinco cidades que nem parecem brasileiras e sim cidades europeias. 

Não é preciso enfrentar horas de voo e a jornada cansativa de aeroporto e fuso horário para dar um pulinho na Europa. Calma, ainda não inventaram o teletransporte, mas enquanto isso, é possível se deslumbrar com as construções em estilo enxaimel e a rica cultura europeia sem sair do Brasil.

A vinda dos imigrantes no período da colonização, em especial de italianos, holandeses, alemães, portugueses, austríacos e franceses, marcou cidades por todo o país. Esses estrangeiros vieram e deixaram impressos na arquitetura, na gastronomia, na dança e nos costumes sua cultura e seu modo de viver. E basta apenas se aventurar nas estradas para conhecer de pertinho e se sentir no velho continente.

Holambra

A 140 km de São Paulo a cidade se parece com a Holanda, não apenas no nome, mas principalmente em sua arquitetura e em suas flores. O destino é, inclusive, conhecido como a Capital Nacional das Flores. Como parte da fama, o local recebe nos meses de setembro a Expoflora, a maior exposição de flores ornamentais da América Latina. As casinhas, coloridas e uma colada ao lado da outra, é um reflexo de Amsterdam, a capital holandesa. Quem ainda não conhece vai adorar e aqueles que já foram até a cidade europeia se sentirão nostálgicos passeando pelas ruelas de pedra.

Canela e Gramado

No sul do país, as cidades de Gramado e Canela são uma parada obrigatória quando falamos em arquitetura estrangeira. Igrejas góticas e casas em estilo enxaimel nos transportam diretamente para fora do Brasil. Construída por alemães e italianos, a região traz um pouco da cultura, culinárias e costumes locais. Para dar um clima ainda mais europeu, a região é uma das mais frias do país no inverno, quando costumar nevar por alguns dias. Quem tem o sonho de patinar no gelo, ou fazer esqui e snowboard precisa conhece o Snowland, um parque de gelo com mais de 18 atrações de neve.

Alcântara (MA)

Quem imaginaria que no nordeste do país existe uma cidade que lembra Roma , com inspirações de outras nacionalidades? Colonizada por franceses e depois por portugueses, Alcântara é chamada da cidade que parou no tempo. Isso porque suas ruas abrigam antigas construções do período da colonização. Muitas destas em ruínas. Com portas e janelas vazias, o local forma um cenário, criando uma moldura ao entorno de suas paisagens. É como passear pelo velho continente, tentando descobrir o que cada montinho de pedra e coluna costumava ser.

Treze Tílias (RS)

Fundada em 1933, por austríacos, a cidade tem fortes influências do país, principalmente do estado de Tirol, que deu o apelido de Treze Tílias de Tirol brasileiro. Com apenas 5 mil habitantes, sendo que 60% da população é formada por austríacos ou descendente, a cultura ainda prevalece forte nos costumes, nas construções em estilo alpinos e até mesmo nas diversas placas com escritos em alemão. A região inclusive conta com tílias, uma árvore típica do Hemisfério Norte. Entre os dias 11 a 15 de outubro, a região recebe o Tirolerfest, que revive as tradições austríacas com ênfase nos figurinos, na gastronomia, na música e na dança. É como ser transportado para uma época e um lugar totalmente diferentes.

Olinda (PE)

Estamos tão acostumados em observar a arquitetura colonial do nosso país que nem nos damos conta de como essas construções foram espelhadas em Portugal. Andar pelos altos e baixos de Olinda é como passear pelas ruas de Lisboa ou do Porto. O formato das igrejas, as cores da cidade e até mesmo os ladrilhos portugueses nos remetem aos nossos colonizadores. A semelhança é impressionante, principalmente para quem já foi até a terra do Pastel de Nata.

 

 

Sobre

Sou muito curiosa e amante de viagens a lazer. Resolvi dividir minhas experiências através desse "diário", pois acredito que os pais de hoje têm muito receio de enfrentar o novo, conhecer lugares diferentes e acabam sempre nos mesmos destinos: os grandes Resorts e a Disney. Tenho uma meta para minha família: conhecer nosso lindo Brasil de norte a Sul e uma vez ao ano explorar o mundo! Muitas aventuras que nos esperam!

@GROW2LIVE